[:pb]7 lições que grandes e-commerce têm a ensinar às pequenas lojas virtuais[:]

[:pb]7 lições que grandes e-commerce têm a ensinar às pequenas lojas virtuais[:]

[:pb]As pequenas lojas de e-commerce precisam encontrar cada vez mais formas de se destacar e vender mais, conquistando assim o seu espaço e a sua clientela perante as gigantes. O problema contra as grandes redes é maior ainda no atual cenário econômico do Brasil, uma vez que as empresas nacionais contam com estruturas imensas e estratégias já firmadas, coisas que estão longe de chegar até as pequenas.

Por isso, Fábio Ricotta — especialista em Marketing Digital, SEO e sócio da Agência Mestre, listou algumas dicas que podem ajudar os pequenos e médios empresários na disputa pelos clientes contra as grandes redes. Para você ter uma ideia, Ricotta já foi responsável pelas estratégias de grandes clientes do varejo nacional, como Ponto Frio, Extra, Nike e Casas Bahia.

Abaixo você confere sete lições que podem ser aproveitadas por todos os tipos de e-commerce:

1 – Relação entre loja e estoque

“Muitas lojas pequenas costumam ter menos controle dos pedidos em relação ao que está disponível, criando o tipo de problema mais comum na venda online, que é ter um produto disponível no site, mas que já teve todas as unidades vendidas”, explica Ricotta.

Portanto, é essencial ter muito bem afinada a comunicação entre equipe do site e a do estoque.

2 – Faça mensuração das vendas

“A mensuração do que cada canal traz de conversão, incluindo anúncios e divulgação orgânica nas redes sociais, é primordial para que a loja saiba onde tem mais retorno de investimento”. Deste modo, é possível aumentar (ou reduzir) os investimentos, aplicando naquilo que mais dá retorno, claro.

3 – Entenda a necessidade dos clientes

“O empresário do pequeno e-commerce tem mais tempo para cuidar da loja e dos clientes, entendendo melhor as necessidades dos compradores, o que permite que seja feito um descritivo diferenciado, um bom e-mail, e fotos mais personalizadas dos produtos”, exemplifica.

4 – Ofereça um serviço personalizado

“A grande sacada do pequeno e-commerce é oferecer um serviço de qualidade, com preço justo ou, se possível, menor, mas com um valor agregado de forma que permita ao consumidor falar bem da marca e do serviço”, ensina.

O empresário também pode dar pequenos mimos aos clientes como forma de se diferenciar. “Oferecer um pacote com descritivo diferente, caixa perfumada, atendimento via Whatsapp e e-mail personalizado mostram uma dedicação maior ao consumidor, que gosta de ser bem atendido”, sugere. Ainda segundo ele, a sugestão final neste quesito fica por conta de um conselho contrário que muitos dão: “diferente dos outros ensinamentos, que sugerem imitar as grandes lojas, este é justamente o contrário: fazer o que um grande site não consegue fazer”. 

5 – Aposte em milhas 

Fazer uso de milhas e cupons descontos pode ser uma boa saída. “Esses hacks de cupom e milhas por compras ou indicação são exemplos dos que mais dá resultado em e-commerce, e também vale a pena oferecer desconto aos que sugerem novos produtos, no caso de lojas que montam seus próprios produtos, como canecas ou camisetas”. Além disso, promoções em redes sociais como Instagram, Snapchat ou Youtube é uma excelente forma de atrair e fidelizar clientes.

6 – Invista em anúncios no Google e no Facebook

Segundo Ricotta, e-commerces precisam apostar em anúncios no Facebook Ads e no Google Adwords para alcançar o público de formas diferentes. “No Facebook há uma assertividade maior de dados da pessoa, como idade, interesse, cidade, localização e páginas que curte, enquanto no Google Adwords se utiliza mais a intensão de busca e os sites que o público frequenta, para exibir banner de produto”. 

7 – Aposte em vídeos e imagens

Ricotta acredita que, apesar de ser caro, investir na produção de vídeos e imagens mais criativas e de alta qualidade sobre o produto e a venda pode melhorar e muito as vendas. “Este tipo de investimento vai atrair mais público de acordo com as estratégias de SEO, e se o conteúdo for sobre os produtos com mais faturamento ou receita, você vai conseguir fazer com que eles vendam mais”, destaca.

Fonte: http://www.administradores.com.br

 

 [:]

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Preciso potencializar minhas vendas!