Volta a crescer a média de fãs nas páginas do Facebook

O #MS360FAAP, relatório que acompanha o desempenho das 100 principais marcas brasileiras nas redes sociais por segmento, desenvolvido pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NiMD) da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) em parceria com a Socialbakers, mostrou que a média de novos fãs no Facebook voltou a subir no segundo trimestre deste ano, após sucessivas quedas desde meados de 2014 devido, principalmente, à limpeza de perfis promovida pela própria rede social.

Em “Bens de Consumo”, por exemplo, o cenário mudou consideravelmente. Entre janeiro e março deste ano, o segmento havia perdido fãs no Facebook: uma média de 172 no período. Já entre abril e junho de 2015, ganhou 47.812 novos fãs em média.

Vale apontar ainda as mudanças no nível de interatividade das pessoas com as páginas. Todos os setores analisados tiveram crescimento do primeiro para o segundo trimestre de 2015, sendo que “Mídia/Notícias” foi o grande destaque. “Havia uma média aproximada de 1,5 milhão de interações nesse segmento no início do ano, que subiu para mais de 12 milhões neste último trimestre, ou seja, são 4 milhões de interações por mês”, comenta o professor Thiago Costa, um dos responsáveis pelo #MS360FAAP.

Thiago Costa, que também é coordenador do curso de Comunicação em Mídias Sociais da FAAP, diz que é possível relacionar esse aumento na interação com as páginas de notícias com o momento de grande agitação política e social que o Brasil vive. “As pessoas se sentem mais inclinadas a compartilhar e comentar sobre os temas polêmicos do cotidiano, resultando no imenso crescimento desse indicador”, explica.

Outro dado que chama atenção no relatório que analisou os meses de abril, maio e junho de 2015 foi o quanto subiu o tempo de resposta no Facebook da categoria “E-Commerce”. Enquanto no mesmo período do ano passado as páginas respondiam os usuários, em média, em sete horas e cinquenta e seis minutos, neste ano o tempo de resposta cresceu para 22 horas e quatro minutos.

Já no Twitter, o tempo médio de resposta caiu na comparação entre o segundo trimestre de 2014 e 2015. No ano passado, as marcas respondiam em média em 18 horas e 51 minutos. Já neste ano as respostas foram dadas em média em 8 horas e 31 minutos.

Instagram consolida seu espaço

Entre as redes sociais analisadas, o Instagram foi a que mais cresceu, comparando os anos de 2015 e 2014. As marcas no ano passado possuíam 24.953 seguidores em média, no segundo trimestre. Nesse mesmo período em 2015, foi identificada uma média de 84.573 seguidores. Os perfis cresciam uma média de 5.265 em 2014, enquanto neste ano, cresceram 20.681 em média. “Os números mostram que o Instagram vem consolidando seu espaço no relacionamento entre marcas e seus consumidores”, destaca o prof. Thiago Costa.

YouTube das marcas cresceu 38%

Ainda que os vídeos online pareçam estar ganhando cada vez mais espaço no dia a dia das pessoas, os números revelam que, comparando os segundos trimestres de 2014 e 2015, houve pouco crescimento do número de assinantes médio dos canais das Top 100 marcas brasileiras no YouTube. No ano passado, havia 12.209 assinantes em média nos canais. Na análise mais recente, este número cresceu para 16.876, o que representa um crescimento de 38%.

“Mesmo com mais pessoas assistindo vídeos online, é possível cogitar uma preferência por canais de outros usuários ao invés das marcas”, avalia o professor Eric Messa, coordenador geral do Núcleo de Inovação em Mídia Digital da FAAP.

Sobre o #MS360FAAP

O relatório “Mídias Sociais 360º” é um estudo sobre o desempenho dos 100 maiores perfis nas quatro principais plataformas de redes sociais utilizadas para o relacionamento entre as marcas e seus consumidores: Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Com dados acumulados dos três meses anteriores à publicação, o relatório é composto por diferentes gráficos nos quais é possível enxergar o comportamento das marcas e de seus seguidores em quatro segmentos: Marcas/Institucional, E-commerce, Entretenimento, Bens de Consumo e Mídia/Notícia. Os estudos são divulgados sempre nos meses de janeiro, abril, julho e outubro. O acesso é gratuito.

http://blogmidia8.com

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Preciso potencializar minhas vendas!