Marketplace é o novo e-commerce?

Marketplace é o novo e-commerce?

O que é marketplace?

Você acha que marketplace é algo novo?

Nada disso!

Fora do Brasil ele já existe há muitos anos, porém foi em 2012 que esse novo conceito e formato de negócio começou a funcionar e ser implementado. A maioria das grandes lojas existentes no mercado já começou a utilizar esse formato: Americanas.com, Submarino, Extra, Saraiva, Livraria Cultura, Walmart, entre muitas outras que já são líderes em seu segmento.

Muitos devem ainda estar se perguntando:

Qual a diferença entre um e-commerce e o marketplace?

O conceito de e-commerce você já sabe muito bem. É uma loja online onde você tem a possibilidade de vender seus produtos. Já o marketplace é uma plataforma que é mediada por terceiros onde as marcas podem se cadastrar e vender seus produtos por ali.

Então, o Mercado Livre é uma marketplace? Sim!
Alibaba é uma marketplace? Sim!
AliExpress é uma marketplace? Sim!

Todas elas são plataformas que permitem o cadastro de fornecedores, com isso, ambos os lados saem ganhando. As marcas têm maiores possibilidades de venda, já que estão utilizando toda a estrutura de publicidade de uma plataforma de terceiros. E compradores, tem a facilidade e a agilidade de comprar em diversas lojas, usando apenas um canal de compra.

Como funciona uma marketplace?

Na prática, o funcionamento de uma marketplace é simples, mas você como marca precisa avaliar alguns detalhes importantes para que essa venda gere lucros interessantes para o seu negócio.

Explicando seu funcionamento de forma prática, acontece o seguinte…

Você fará um cadastro dentro da plataforma que deseja comercializar seus produtos. Normalmente, terá que fazer um cadastro de sua marca e de cada produto que deseja vender. Sendo aprovado, todos os itens passam a aparecer nas pesquisas de acordo com o interesse de busca dos usuários.

A grande dúvida vem no momento em que é preciso entender com irá funcionar a política de pagamento pela utilização da marketplace, não é mesmo?

Já lhe adiantamos que não existe um custo fixo, cada empresa trabalha com um valor diferente, no entanto o formato de cobrança é sempre o mesmo: porcentagem em cima de cada venda realizada.

A porcentagem que será descontada de você em cada venda costuma variar entre 9% a 30%, a depender da plataforma, dos serviços que irão atrelados e também do tipo de divulgação que você resolve utilizar.

Fique bem ligado que, quanto mais serviços ou quanto maior for a divulgação que você decidir utilizar dentro de uma marketplace, maior será o valor da comissão cobrada, ok?

Aí você já deve estar se perguntando o que é preciso avaliar antes de escolher uma marketplace, não é mesmo?

Nós, aqui do Mestre do Adwords, achamos que 4 questões precisam ser levadas em consideração:

1 – O valor do seu produto compensa a sua margem de lucro? Ou você vai acabar pagando mais em comissão?

2 – O volume que será vendido irá compensar em relação à comissão? Afinal, não adianta aumentar volume de vendas, pagar mais comissão e não ter um lucro satisfatório;

3 – Consigo suprir a demanda de vendas que terei?

4 – Será que, ao final, o lucro irá compensar? Já que terei que adequar o valor do produto aos meus concorrentes dentro da plataforma.

Ah, existe um outro ponto que muitos não sabem que é sobre a liberação do pagamento ao vendedor.

Normalmente, por uma política de segurança da própria plataforma, a liberação do pagamento não ocorre de forma imediata, isso para garantir a boa experiência do usuário, assegurando que ele receba o exato produto do qual ele comprou.

Escolhendo a melhor marketplace para sua marca

Assim como todo modelo de negócio, cada marketplace terá um perfil de usuário mais assíduo, ou seja, pessoas que estão interessadas em comprar games, outras que querem comprar móveis ou, ainda, que se interessem em comprar roupas.

Sabendo disso, você precisa analisar muito bem qual o perfil da marketplace de seu interesse para ver se sua marca se adéqua com o tipo de produto que eles estão aptos a vender.

Antes de sair escolhendo, dê uma boa analisada na plataforma, tentando identificar quais são as marcas que já utilizam, o tipo de produto que eles vendem e, até mesmo, dê uma boa procurada para ver onde seus concorrentes diretos estão, pois isso te mostrará um caminho mais seguro para trilhar.

Isso já lhe ajudará a fazer uma pesquisa de preços para te ajudar a aumentar suas vendas dentro de uma marketplace.

Lembre-se sempre que dentro desse tipo de plataforma, os preços podem variar muito já que é um espaço de livre concorrência, porém nem sempre ficar com valores muito abaixo dos demais é uma boa escolha, pois pode despertar um senso de insegurança nos consumidores.

No mais, é ficar atento aos números e ao fluxo de vendas, pois serão os responsáveis em te dizer se está no caminho certo.

Fonte: http://mestredoadwords.com.br

 

 

Fechar Menu
Como podemos ajudar ?